Comecei a me interessar pelo estrado bruto dos materiais. O pigmento em pó, que antes era misturado com a cera de abelha, agora aparece na superfície do trabalho, assim como o grafite em pó. Tenho me interessado em trabalhar com materiais secos, que apresentam a cor e a materialidade em estado puro. O pó se molda a estrutura de cimento, deixando evidente todas as suas irregularidades.

 E a cor cinza do cimento é tão presente quando a cor do pigmento. O mesmo ocorre com a folha de cobre que antes era usada sobre tecido e agora é sobreposta em cimento. A pouca luz do cimento evidencia o excesso de luz da folha de cobre. A rigidez de um se contrapõe a fragilidade do outro. 

  • Instagram ícone social